shopping-bag 0
Items : 0
Subtotal : 0,00
View Cart Check Out

Comunicado da Direção do Sport Clube Beira-Mar

COMUNICADO

Vimos pelo presente informar que, nesta data, comunicámos ao Sr. Presidente da Assembleia Geral que nos encontramos finalmente em condições de apresentar aos associados o relatório de atividades e contas do período 2013-2014, tendo solicitado a convocação da assembleia geral para apreciação e votação do mesmo.

Recordamos que se trata dum exercício financeiro anual de responsabilidade maioritária da anterior direção, sendo o atual elenco diretivo responsável apenas pelas últimas sete semanas desse exercício.

Aquando da tomada de posse dos atuais órgãos sociais, em 09-05-2014, verificámos um enorme atraso, de vários meses, no lançamento dos documentos contabilísticos do clube, cuja tarefa se encontrava confiada aos serviços de contabilidade da SAD em virtude dum protocolo celebrado, pela anterior direção, entre o clube, a SAD e a sociedade Equação Troféu.

Nessa altura, comunicámos à SAD que pretendíamos prescindir de tal serviço, porquanto o clube tinha nomeado um Técnico Oficial de Contas externo e pretendíamos que o mesmo efetuasse os lançamentos pendentes e encerrasse as contas do exercício anterior. No entanto, fomos desencorajados pelos funcionários da SAD, antigos funcionários do clube e, por esse motivo, profundos conhecedores da realidade de ambas as entidades, em virtude de subsistirem várias questões pendentes, as quais eram do conhecimento pessoal dos intervenientes, as quais careciam de avaliação junto da anterior direção, pelo que, os mesmos assumiram o compromisso de efetuar os lançamentos em atraso e de nos entregarem as contas finais para apresentação aos associados, situação à qual não nos opusemos tendo em conta que, como referimos, a grande responsabilidade deste exercício pertencia à anterior direção.

Contudo, não obstante várias insistências da nossa parte, a verdade é que as contas demoravam a ser fechadas, situação que se agravou aquando da suspensão dos contratos de trabalho desses funcionários da SAD, altura em que deixámos de ter interlocutores na SAD para tratar deste assunto.

Face a esta contingência, procurámos recolher toda a documentação do clube e aceder ao software de contabilidade, o que se afigurou impossível face, por um lado, ao desaparecimento de toda a documentação que se encontrava no gabinete dos serviços de contabilidade da SAD, o que motivou o nosso recurso às vias judiciais e, por outro lado, face à ausência de autorização por parte da SAD para acedermos ao referido software de contabilidade.

Apenas em finais do mês de maio de 2015, por altura das negociações do segundo PER da SAD, após o tribunal ter dado razão ao clube relativamente ao direito de participação na votação do mesmo, conseguimos, exercendo pressão sobre os investidores da SAD e sobre o respetivo Administrador Judicial Provisório, recuperar toda a documentação contabilística que se encontrava guardada num armazém duma empresa insolvente e cujo administrador judicial era o mesmo da SAD. No entanto, apenas no final do ano de 2015, conseguimos obter o acesso ao software de contabilidade com os dados do histórico dos anos anteriores e dos meses referentes à época 2013-2014, cujos lançamentos continham vários erros, nomeadamente, falta de apuramento de algumas contas e duplicação do saldo noutras, o que obrigou ao relançamento de toda a documentação dessa época.

Uma vez vencidos todos estes obstáculos, entregámos toda a documentação e acessos ao software de contabilidade ao Técnico Oficial de Contas do clube, o Dr. Pedro Davidson, o qual, desde esse momento, teve em mãos a hercúlea tarefa de conseguir fechar as contas deste exercício.

Todo o atraso no encerramento das contas do exercício de 2013-2014, a que esta direção é totalmente alheia, impediu a continuação e conclusão dos trabalhos da auditoria financeira adjudicada à CFA – Cravo, Fortes e Antão (Sociedade de Revisores Oficiais de Contas), iniciada em Junho de 2014, bem como, o encerramento das contas do exercício de 2014-2015, a apresentação do orçamento de 2015-2016 e a apresentação do plano de recuperação no âmbito do processo judicial de insolvência do clube.

Como facilmente se compreende, os obstáculos vivenciados para recuperar a documentação e toda a informação contabilística, bem como, as dificuldades sentidas no respetivo tratamento, provocaram um atraso significativo no cumprimento dos prazos estatutários do clube, bem como, no desbloqueamento de vários assuntos que se afiguram essenciais para a sobrevivência e devolução ao clube das mais elementares condições de gestão.

Mais informamos que, a partir da presente data, estamos já a trabalhar no sentido de proceder ao encerramento do relatório de atividades e contas do exercício de 2014-2015, bem como, permitir a conclusão dos trabalhos da auditoria externa por parte da CFA, prevendo o agendamento duma nova assembleia geral tão breve quanto possível.

É fundamental que os associados compreendam que o nosso clube ainda vive um momento conturbado com vários assuntos pendentes que condicionam a gestão, bem como, a assunção de compromissos futuros sem os quais o clube não poderá ambicionar a sua total recuperação e, por conseguinte, augurar a estabilidade que necessita para crescer.

Por último, informamos os associados que, após o encerramento da assembleia geral agendada para o próximo dia 13 de Maio, a direção ficará ao dispor dos associados para uma sessão de esclarecimento sobre todas as matérias de interesse geral para o clube.

Aveiro, 29 de Abril de 2016.

A Direção