shopping-bag 0
Items : 0
Subtotal : 0,00
View Cart Check Out

Futebol | SC Beira-Mar 0×1 RD Águeda

O SC Beira-Mar acabou derrotado frente ao RD Águeda por uma bola a zero, na final da Taça de Aveiro.

Com milhares de pessoas nas bancadas, o jogo começou muito divido a meio-campo. A nossa equipa mostrava algum nervosismo, o que levou a que o Recreio de Águeda aproveitasse para criar mais perigo, principalmente em lances de bola parada.

No entanto a defensiva do Beira-Mar foi aguentando os ataques do adversário e conseguiu segurar o nulo até ao intervalo.

Para o segundo tempo José Alexandre lançou Jorge e João Vítor para os lugares de Stephane e Mark Vale, numa tentativa de colocar mais velocidade no jogo do Beira-Mar. No entanto foi a equipa de Águeda que criou a primeira oportunidade por Katchana, num remate muito perigoso.

O Beira-Mar tinha dificuldade em construir jogo e o Águeda ameaçava o golo. À passagem de uma hora de jogo, Daniel Fontes tirou um cruzamento venenoso para a área e obrigou Samuel Biscaia a tirar a bola a punho. No seguimento do lance, o Águeda remata ao poste da baliza do Beira-Mar.

A primeira grande oportunidade para o Beira-Mar surgiu logo a seguir, quando Cílio Souza ganhou algum espaço na frente, mas o remate à entrada da área saiu à figura do guarda-redes João Figueiredo.

Pouco depois o Recreio de Águeda chega ao golo. Óscar Lopes conseguiu se desmarcar, contornou Samuel Biscaia e atirou para o fundo baliza do Beira-Mar. A situação dos auri-negros ficou ainda mais complicada pois Catraio saiu lesionado e Zamorano foi expulso por acumular de amarelos. Com as substituições esgotadas e para a equipa não ficar a jogar com 9 elementos em campo, Catraio fez um esforço enorme para regressar ao terreno de jogo.

A equipa do Recreio aproveitou a superioridade numérica em campo para criar mais duas grandes oportunidades de golo. A primeira proporcionou uma grande defesa a Samuel Biscaia e na outra a bola foi às malhas laterais da baliza.

No tempo de compensação a nossa equipa atacou com tudo o que podia criando algum perigo na área do Recreio, mas os nossos jogadores já muito limitados fisicamente não conseguiram alcançar o empate desejado.

O SC Beira-Mar não conseguiu assim vencer esta final, mas este resultado em nada “belisca” a excelente temporada que vem sendo feita pelos auri-negros. A equipa deu tudo o que tinha e não tinha e estão de parabéns pelo trabalho alcançado.

A direcção do SC Beira-Mar não pode deixar de agradecer o excelente apoio nas bancadas do Estádio Municipal de Aveiro, por parte dos milhares de adeptos auri-negros presentes. Acabámos por perder um jogo que até valia uma taça, mas reconquistámos o apoio inequívoco da cidade e reforçámos o nosso orgulho auri-negro. Não há título ou troféu que valha isto!

O Beira-Mar É Nosso!
Orgulho Auri-Negro!

#BMfutebol